Blog da AMI

Desperta o voluntariado na escola e “Linka-te aos Outros”

Os projetos distinguidos pelo “Linka-te aos Outros” conquistam 90% de financiamento, com o qual alunos e professores podem transformar a sociedade que os rodeia, desde a erradicação da pobreza à promoção do bem-estar, ou proteção do ambiente. Até dia 6 de fevereiro, alunos do 7.º ao 12.º ano podem candidatar projetos de voluntariado ao financiamento do prémio “Linka-te aos Outros”, promovido pela AMI. Desde a sua criação ...


“Senti-me de África assim que cheguei a Moçambique”

Aprendeu crioulo guineense em tempo record e transformou a saudade num livro, Isabel Fernandes sempre soube que “nasceu para regressar a África e ajudar todas as pessoas que conseguisse”. Desde criança, Isabel Fernandes estava determinada a ser voluntária humanitária. Esperou dezoito anos para começar a sua jornada em África e nunca mais esqueceu o primeiro minuto: “quando saí do avião, o calor, as cores, o cheiro, era tudo fami...


“Marias em Ação” salvam vidas em tempo de pandemia

Mulheres empoderadas mudam os seus mundos, mesmo em tempo de pandemia. Foi no Brasil que as “Marias em Ação”, da ACOM - Associação Comunitária de Milagres, ajudaram cerca de 1600 mulheres a combater a pobreza e a Covid-19, tanto nas comunidades rurais, como urbanas. As “Marias em Ação” empoderaram e salvaram milhares de vidas afetadas pela Covid-19 no município de Milagres, no estado do Ceará, no Brasil. Em simples e tradicio...


Jovens recebem bolsa do Fundo Universitário como “incentivo certo, no momento certo”

A saudade de casa e as dificuldades que as famílias enfrentam para que possam estudar no ensino superior, leva-os a pensar em desistir. Mas, nos momentos mais difíceis, o Fundo Universitário da AMI revelou-se a estabilidade financeira e emocional de que precisam. São o futuro de Portugal, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Angola e no letivo 2022/2023 foram selecionados para receber bolsas de estudo no âmbito da 8.ª edição do projeto Fundo U...


Conto de Natal: O Tempo da menina descalça

No tempo da menina descalça, a II Guerra Mundial tinha chegado ao fim e Portugal só dava conta à distância. A fome e o frio cobriam a vista sobre as fronteiras e o que ia além delas. Trocava-se milho por novelos de lã que não chegava para tantos xailes. A farda parca de Aurélia, criada de pés descalços no tempo dos campos lavrados e da cartilha “Deus, Pátria, Família”, que ninguém precisava saber ler para conhecer. Perto d...


“Para sempre, por agora”

A Ucrânia está sempre no pensamento, mas, voltar ainda não é uma opção. De Kyiv e Kharkiv a terra continua a ser arrasada e as pessoas continuam a desaparecer. Portugal está longe e seguro. Um novo pedido de casamento feito a quatro mil quilómetros da Ucrânia reescreve uma história interrompida? Dmytro Kashkin e Alina Posokhova casariam a 24 de fevereiro de 2022, em Kharkiv. Quando acordaram estavam em guerra. No dia em que começar...


“Agir sem Desperdício Alimentar” é “alimentar-se bem no direito a uma vida digna”

E se um risotto ajudar a promover a alimentação saudável e evitar o desperdício? A AMI, a Fundação Ageas e a Vitamimos colocaram a receita em prática e os alimentos distribuídos pelo Programa Operacional de Apoio às Pessoas mais Carenciadas (POAPMC) ganharam novas formas e sabores. Em casa dos beneficiários “Agir Sem Desperdício Alimentar” já é um lema e novas receitas não param de surgir. Os olhos atentos de Fátima e Adél...


“Quase enfermeiros” nas terras dos dez centros de saúde

Muitas mulheres telefonam para a sede da AMI, em Bolama, a perguntar a Mussa Baió e Mamadú Sambú coisas sobre menstruação, gravidez precoce ou paludismo. Mamadú Sambú não viajou pelo mundo, como desejava aos quinze anos, e Mussa Baió não foi para a universidade em Portugal. “A vida muda os sonhos dos jovens”, dizem os dois guineenses que, “por acaso”, se tornaram “quase enfermeiros”. Título conquistado na luta contra ma...


Numa vida preso, na outra “arquiteto” da AMI

Houvesse mais materiais para reparar o velho edifício do Centro Porta Amiga do Porto e Paulo já o teria “revirado do avesso”. Descobriu o talento depois de passar meia vida na rua. “Não podia continuar dominado pela cocaína, mas contra vontade ninguém se reabilita” No Porto, Paulo, “arquiteto” sem nunca ter estudado o ofício, está para deixar o quarto alugado rumo a uma casa inteira. A Câmara Municipal do Porto confirmo...


Há um hospital perdido no mato, com o sonho de um homem

Quando fundou a AMI “o mundo era mais fácil, apesar de haver menos comunicações”. Hoje uma ONG não é tão protegida no tereno, mas Fernando Nobre não desiste de levar o humanismo onde é preciso. Criou um hospital no mundo, capaz de se erguer nos lugares mais recônditos, mas ainda sonha com o seu pequeno hospital, perdido no mato, onde poderia ser mais do que um médico, “um homem com magia para curar os feridos e esquecidos, tal...


Neemias Queta: «Quando jogo, luto contra todos os “nãos” que já ouvi»

De menino tímido num primeiro jogo de basquetebol de sandálias, a homem da NBA, aos 23 anos, Neemias Queta é uma grande promessa da liga mais famosa do mundo. Os seus singulares 2,13 metros de altura, conjugados com trabalho duro, sonhos resilientes e a resistência ao ‘não’ levaram-no à posição de poste na equipa californiana Sacramento Kings. Quando aconteceu o primeiro jogo de basquetebol? De sandálias e quase por acaso. Fui...


Solidariedade ajuda famílias portuguesas em 2023

A Missão Natal AMI de 2022 representa uma bolsa de doações essencial para enfrentar um ano de crise social e económica. Os pedidos de ajuda aumentam nos Centros Porta Amiga e a resposta depende da solidariedade de hoje. As doações que chegam à AMI entre setembro e o fim de dezembro salvam muito mais do que o Natal de milhares de famílias, combatem a fome e a indiferença, ao longo de todo o ano, nos Centros Porta Amiga. A doação ...


“Que a casa seja minha, para sempre”

Órfãos, meninos de rua nos bandos dos anos 70 e 80, explorados por traficantes de droga, escravizados em falsas oportunidades de emprego, não aceitam a rua como destino final e lutam pela casa própria. Comandante de um canto partilhado com dois companheiros de rua, Paulo adia planos de vida “enquanto não tiverem todos lugar para ir, talvez para casas”. De descaso, “basta a indiferença de quem passa pelas tendas”, alinhadas à be...


Resultados Fundo Universitário AMI

Fundo-Universitário

Já são conhecidos os resultados das candidaturas à 8ª edição do Fundo Universitário AMI, uma bolsa de apoio social no valor de €700, que se destina a apoiar o pagamento de propinas de estudantes que estejam a frequentar cursos de licenciatura ou mestrado em instituições de ensino superior públicas. Relativamente ao ano anterior, este ano foram aprovadas 18 novas candidaturas e 20 renovações de bolsas. ...


25 anos de intervenção social da AMI no Funchal

Mulheres representam mais de 50% dos pedidos de ajuda Em 2022, além de assinalar 25 anos, o Centro Porta Amiga do Funchal revela números crescentes nos pedidos de apoio, 335, até ao momento, sendo 56% realizados por mulheres em idade ativa. Abriu portas em novembro de 1997 e desde então ajudou mais de 11.400 pessoas em situação de pobreza e exclusão social, das quais cerca de 300 em situação sem-abrigo. Desde o início de 2022, s...


AMI assinala 38 anos de trabalho humanitário em Portugal e no Mundo 

E lança convite à sociedade civil para visitar os Centros Porta Amiga No dia 5 de dezembro, a AMI assinala 38 anos de existência.  Começou por prestar assistência médica nos PALOP, mas desde então, soma já presença em 82 países, tendo desenvolvido perto de 60 missões de emergência em 39 países, em cenário de guerra, surtos epidémicos e catástrofes naturais; mais de 600 missões de desenvolvimento com expatriados e ...


AMI Concept Store cria projeto inovador de upcycling

Em parceria com a Universidade NOVA de Lisboa, a ETIC e a World Academy, a AMI Concept Store - o mais recente projeto de investimento social da Fundação - disponibilizou peças de “restos de coleção”, doados à AMI, para o desenvolvimento de um trabalho de reutilização criativa, realizado pelos alunos do curso de Design de Moda da ETIC e da World Academy. As 10 peças criadas pelos alunos da cadeira de “Estudos Avançados em ...


Pedidos de apoio à AMI continuam a aumentar

No terceiro trimestre de 2022, a AMI registou um aumento de 10% no número de pessoas que recorreram aos seus equipamentos sociais pela primeira vez, e de 24% no número de novos casos de pessoas em situação de sem-abrigo, em relação ao segundo trimestre do mesmo ano. As equipas de rua da AMI apoiaram 24 pessoas em situação de sem-abrigo pela primeira vez (um aumento de 26%). Distribuição de bens alimentares e refeitório são os serviç...


Entrevista com João Correia, Secretário de Estado da Juventude e do Desporto

“Sem melhores salários não temos novas gerações emancipadas e talento aplicado em Portugal” O acesso ao trabalho e à habitação é a grande aposta do Governo para a emancipação dos jovens nos próximos anos. Centenas de linhas mestras já estão desenhadas num plano a ser aplicado de 2022 a 2024 e ao qual João Correia, Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, pretende dedicar o seu trabalho nesta legislatura. As orien...


Terça feira solidária

O Giving Tuesday é um movimento solidário criado nos Estados Unidos em 2012 que este ano irá decorrer no dia 29 de novembro. Foi criado pela New York’s 92 Street Y, em parceria com a Fundação das Nações Unidas. “Acreditamos no potencial transformativo de um sector social colaborativo e inovador” Este movimento procura mobilizar milhões de pessoas a apoiarem causa sociais e humanitárias no seio das suas comunidades em diversos ponto...


Pressão social agudiza-se em 2022

Mais de 55% dos beneficiários da AMI procuram apoio alimentar. Em 2022 a procura de apoios nos serviços sociais da AMI aumentou mais de 26%. As pessoas que procuram ajuda têm rendimentos provenientes de trabalho, sendo que a maior parte dos pedidos de apoio são realizados por pessoas em idade ativa, entre os 16 e os 65 anos. E 55% dos pedidos de apoio que chegaram aos equipamentos da AMI estão relacionados com ajuda alimentar, o que Fernand...


PRÉMIO AMI – JORNALISMO CONTRA A INDIFERENÇA

Já são conhecidos os vencedores da 24.ª edição “Por ti, Portugal, eu juro!”, de Diogo Cardoso, Luciana Maruta e Sofia Palma Rodrigues (Divergente), é o trabalho vencedor da 24.ª edição do Prémio AMI – Jornalismo Contra a Indiferença. O júri, presidido pelo presidente da AMI, Prof. Doutor Fernando Nobre e constituído pelos vencedores da edição anterior, Bárbara Baldaia, Micael Pereira e Luís Garriapa , pela  chief ...


“Fala comigo” e defende o direito a ser menina, mulher, amiga, namorada, mãe

Em Arua, num dos maiores campos de refugiados do Uganda; em Bolama, na Guiné-Bissau; e em Kroo Bay, na Serra Leoa, milhares de raparigas sabem, hoje, o que significam as palavras “boas práticas de saúde sexual e reprodutiva” e o que representam na proteção do seu corpo e dos seus direitos, através das mensagens que a AMI levou até às suas comunidades. De amiga em amiga, de filhas para mães e avós, as palavras de ordem “fala comig...


Escola, casa do voluntariado “Os jovens podem sair do mundo digital e vir para a rua ajudar”

Na Secundária de Casquilhos alunos e professores fazem da “escola-casa” um lugar onde se mobiliza ajuda para cerca de 50 famílias carenciadas dos concelhos do Barreiro e Moita. O coração do projeto é uma Loja Solidária e a semente da entreajuda foi plantada com o apoio da AMI. Quando Daniela e Hugo decidiram fazer parte do grupo de alunos e professores que abriu uma Loja Solidária na Escola Secundária de Casquilhos, no Barreiro, q...


Salvar a Terra – “Queremos dar aos Estados a oportunidade de proteger realmente o Ambiente”

É de pequenino que se começa a defender a Terra e Claúdia, Catarina, Martim, Mariana, Sofia e André estão dispostos e ir tão longe que vão levar a julgamento no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos 33 países para crimes ambientais contra a humanidade. Em 2017 decidiram processar 33 países por crimes ambientais e contra a humanidade, hoje, Claúdia, Catarina, Martim, Mariana, Sofia e André, com idades entre os 9 e os 22 anos, mantê...


Sexualidade e saúde – Acabar com tabus, salvar jovens gerações na Guiné-Bissau

O uso de preservativo, as doenças sexualmente transmissíveis, a gravidez precoce e o crime da mutilação genital feminina foram, durante muitas gerações, temas difíceis de abordar na ilha de Bolama. Entre 2021 e 2022, o projeto Papia Ku Mi colocou crianças, adolescentes e adultos a conversar sobre o mundo de hoje e o que podem mudar. Em Bolama, na Guiné-Bissau, crianças, adolescentes e jovens adultos estão a derrubar tabus sobre a s...


Com pequenos gestos, 150 voluntários levam 3.869 mochilas a crianças e jovens

Num mundo ideal “não seriam necessários voluntários para equipar mochilas, com material escolar angariado numa campanha solidária, porque todas as crianças e jovens teriam o que necessitam”. Mas, há 14 anos que o apoio da AMI e da AUCHAN faz a diferença na vida de milhares de estudantes do 1.º ao 3.º ciclo, em cada regresso às aulas. Em 2022, os 210 mil euros convertidos em material escolar representam o segundo melhor resultado da...


Carreira – Jovens escolhem longo percurso universitário para fugir ao desemprego

Marta Pereira e Priyal Vassaramo viram muitos colegas desistir do ensino superior nos primeiros meses da licenciatura, assolados pelas dificuldades económicas e incertezas sobre a carreira a seguir. Agora, a caminho de novas metas académicas, as estudantes universitárias desafiam a sociedade a refletir sobre o financiamento do percurso universitário. Trocam as ofertas de trabalho precário pela continuidade da formação superior, passand...


AMI e AUCHAN angariam cerca de dois milhões de euros em material escolar  

Há 14 anos a apoiar crianças e adolescentes com material escolar, a Campanha Solidária - Vales AMI já permitiu o acesso de 42.940 crianças e jovens beneficiárias de centros Porta Amiga da AMI a material escolar. Desde a primeira edição do projeto desenvolvido pela AMI e AUCHAN já foi possível converter mais de um milhão e oitocentos mil euros em material escolar necessário do 1.º ao 3.º ciclo.   Em 2022, com o valor angariado...


Quando a AMI e a Auchan ajudam crianças desde as primeiras letras

Com 21 anos, Priyal Vassaramo terminou a licenciatura em Julho deste ano, uma conquista que sempre fez parte dos seus sonhos de emancipação e independência e que talvez não tivesse sido possível se a jovem não fosse beneficiária da Campanha Escolar Auchan, desde o 1º ao 3º ciclo. Desenvolvida em parceria com a AMI desde 2009, esta campanha já permitiu o acesso de 4.2940 crianças e jovens a material escolar, no valor total de um mil...


“Construir um hospital une países tão distantes como Portugal e o Bangladesh”

No Bangladesh, a AMI quer ajudar a construir mais um hospital. Depois do primeiro ficar concluído em 2011, para levar cuidados de saúde materno-infantil a 45 mil pessoas, agora, em 2022, o objetivo é terminar um novo hospital que ajudará 700 mil pessoas. O sonho nasceu das ideias de uma mulher, Lipika Das Gupta, e já é compartilhado entre o sudeste asiático e Portugal. Para se concretizar, é necessário angariar 50 mil euros. Ana Mart...


Abertura de novo hospital no Bangladesh depende de ONG portuguesa

A AMI está determinada a concluir um hospital que vai mudar a vida de 700 mil pessoas no Bangladesh. O sonho começou nas ideias da ativista Lipika, que trabalha em parceria com a AMI. Pelo caminho surgiram obstáculos que podem ser ultrapassados com 50 mil euros. Em Portugal, as urgências hospitalares estão a funcionar de forma intermitente, pelo menos, até dezembro. Faltam médicos e a obstetrícia é uma das especialidades mais prej...


Florestas robustas vencem incêndios

florestas logo ami

AMI já plantou 22 mil árvores em 220 mil m² de terreno ardido No Dia Mundial da Conservação da Natureza, a AMI relembra a urgência vital de replantar o Pinhal de Leiria, devastado pelos incêndios em 2017 e agora. Até ao final do ano, o projeto ambiental “Vamos todos ser Dinis” pode ganhar 10 mil novas árvores, começando com apenas 1,00 euro. A meta é audaciosa, mas, com a mesma determinação, a AMI já conseguiu plantar, em di...


Ucrânia: a Missão continua

equipaami ucrania

A 24 de fevereiro de 2022, a Rússia invadiu a Ucrânia, despoletando um conflito que deu origem a uma grave crise humanitária e levou milhões de pessoas a abandonar o país, sobretudo para as regiões fronteiriças. Segundo o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), em apenas 6 semanas, mais de 4,3 milhões de pessoas saíram da Ucrânia e 7,1 milhões estão internamente deslocadas. Mantendo-se fiel à sua vocação ...


Ação Humanitária: que evolução queremos?

FernandoNobre

Como não poderia deixar de ser, com os reflexos da evolução e da involução da sociedade, também a ação humanitária viveu e vive momentos de mudança, positivos e negativos, nas últimas décadas. Vivi-os por dentro enquanto médico humanitário há mais de 40 anos em missões concretas em cerca de 85 países nas 7 partidas do Mundo, seja em cenários de extrema urgência (catástrofes naturais ou conflitos) seja de chamado desenvolvi...


2019: Moçambique – Os desafios de uma ação coordenada, rápida e eficaz

moçambique equipa AMI

No dia 20 de março de 2019, Moçambique fez um pedido de ajuda internacional através do Mecanismo Europeu de Emergência. No dia seguinte, a 21 de março, partiu de Lisboa a primeira equipa da AMI para Maputo, composta por 3 elementos. Dia 24, partiu uma equipa médica para a Beira e no dia 28 do mesmo mês, a AMI iniciou a sua intervenção no Centro de Saúde da Manga Nhaconjo. A 3 de abril, entrou em funcionamento o Hospital de Campanha da ...


2010: Haiti – A importância da coordenação e antecipação das crises

haiti

Em 2010, o Mundo e o Haiti conheceram uma das piores catástrofes da sua História. Esta  catástrofe deixou a nu a vulnerabilidade, a impreparação e a desestruturação do Estado mais pobre de todo o continente americano. A 12 de janeiro, em 35 segundos, 222.570 seres humanos perderam a vida e mais de 70.000 pereceram nos dias seguintes. Mais: 2.1 milhões de pessoas (25% da população) foram forçadas a deslocar-se e 1.5 milhões pr...


2004: Sri Lanka – e depois da ajuda de emergência?

2020-01-14 srilanka_tsunami

A imagem de um mar calmo e sereno a banhar as margens de Colombo, capital administrativa do Sri Lanka, contrasta com páginas e páginas de uma narrativa aterradora sobre os vários sismos seguidos de Tsunami que atingiram o sudeste asiático no dia 26 de dezembro de 2004. A catástrofe, cujo epicentro teve lugar na província indonésia de Aceh, teve um efeito devastador, contabilizando 228.000 mortes em 14 países do Sudeste e do Sul da Ásia,...


Entrevista a Pedro Matos, coordenador do Programa Alimentar Mundial

2 - Pedro Matos WFP Saikat Mojumder

Foto: WFP / Saikat Mojumder Português, licenciado no Instituto Superior Técnico em Engenharia do Território, já trabalhou no setor espacial e em empresas privadas. Mas foi no Programa Alimentar Mundial (PAM) que encontrou a sua missão, colaborando com esta agência das Nações Unidas há 13 anos e tendo já passado pelo Darfur, Bangladesh, Moçambique, Mali e Sudão, sempre em situações de catástrofe. Está, agora, destacado na Ucrâ...


AMI apoia refugiados ucranianos em Portugal

refugiados ucranianos em coimbra

Quase 4 meses após o início do conflito na Ucrânia, a AMI já recebeu cerca de 190 refugiados ucranianos em Portugal, para além do apoio que está a prestar na Moldávia e na Roménia e da ajuda medicamentosa a infraestruturas de saúde na Ucrânia. Embora tenham chegado também pedidos de apoio de famílias ucranianas a alguns equipamentos sociais da AMI em Lisboa e no Porto, a maior afluência de pedidos de ajuda regista-se no Centro Porta...


A verdade mais aterradora

AMI Notícias - trabalho infantil - A verdade mais aterradora

São várias as formas de trabalho e exploração infantil que se praticam em distantes geografias, da Ásia pacífico, passando pela África Subsariana até à América Latina. As causas são muitas vezes transversais, as consequências do trabalho infantil são sempre nefastas e dificilmente reversíveis. Estima-se que no mundo, 152 milhões de crianças entre os 5 e os 17 anos trabalham ou praticam alguma atividade que as distancia da reali...


Boas notícias do Afeganistão!

afeganistão

Que bom que é receber boas notícias! A escola que construímos no Afeganistão em 2006 continua a funcionar e já acompanha alunas e alunos até ao 9º ano de escolaridade. Recebemos esta boa notícia pela voz de Mina Wali, responsável pela organização Hope of Mother, nossa parceira no Afeganistão entre 2006 e 2012.  É uma escola mista, embora tenha sido sempre prevista a separação do ensino para raparigas e rapazes, de forma a resp...


Os refugiados ucranianos continuam a precisar da nossa ajuda!

Vamos fornecer medicamentos durante 6 meses a uma Clínica médica na Ucrânia, em Uzhhorod.  Esta clínica é uma das 8 clínicas de ambulatório que prestam o serviço de medicina familiar em Uzhhorod e conta com 13 médicos. Antes do início do conflito, este equipamento de saúde atendia cerca de 17.600 pessoas, um número que terá duplicado, face ao cenário atual no país. Assim, decidimos dar continuidade ao apoio prestado a esta cl...


Iémen, um país ignorado

Iemen

O panorama no Iémen que, segundo a World Population Review 2022, é um dos países mais pobres do mundo, desvela-se perante o olhar passivo do mundo, mas a verdade por detrás desta guerra civil é tão dura que a comunidade internacional prefere esquecer, que desde 2011, meio milhão de pessoas perdeu a vida. As Nações Unidas preveem que em 2030, deverão ascender a 1.3 milhões vítimas mortais desta guerra por efeitos diretos ou colater...


Os sonhos não têm limite!

A. é acompanhado pela AMI desde 2015. É natural do Alentejo. Durante 12 anos, viveu numa garagem, mas em toda a sua vida foi alternando entre barracas, rua e garagens, atormentado pela toxicodependência. Em 2015, foi para Lisboa, decidido a mudar de vida. Na capital, viveu muitas vezes na rua, passando também por abrigos e quartos, mas nunca sem deixar de procurar emprego, e aceitando algumas atividades informais, que lhe foram permiti...


Pedidos de ajuda à AMI em Portugal aumentaram 16% em 2021 

63 pessoas retiradas da situação de sem-abrigo. Procura de apoio de licenciados aumentou 40%.  Em 2021, a AMI acompanhou 11.413 pessoas em Portugal, mais 16% que no ano anterior.   Nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, recorreram aos serviços sociais da AMI 6.025 e 3.764 pessoas, respetivamente, registando-se um aumento de 11% em Lisboa e 19% no Porto em relação a 2020. No Funchal e em Angra do Heroísmo, os serviços soc...


Victor Ângelo

Dedicou a sua vida ao trabalho humanitário. Victor Ângelo foi Alto Funcionário das Nações Unidas para Operações de Paz e para o Fundo para a População por mais de 30 anos, teve a oportunidade de trabalhar em países como São Tomé e Príncipe, Moçambique, Angola, Guiné- Equatorial, República Centro-Africana e Gâmbia, entre outros. O seu universo são as questões globais ligadas ao desenvolvimento, à resolução de conflitos e def...


Paraíso árido

A quarta maior ilha do mundo, com cerca de 587.000 km2, situa-se no Oceano Índico, próximo da costa este de África. Madagáscar é um paraíso singular pelo seu ecossistema endémico e diverso. Mas a realidade vivida no país está longe de ser idílica. A riqueza natural da região tem-se deteriorado profundamente ao longo da última década, como efeito sobre-acelerado das alterações climáticas.  A corrente situação em Madagáscar ...


Crises esquecidas

O M. de 27 anos fugiu do Togo em 2017 e fez a viagem até à Líbia, demorou um mês a lá chegar. Só ele sabe o que perdeu e lhe morreu no caminho. Na Líbia, viveu tempo suficiente para ser violentado e escravizado. Poucos dias antes de o resgatarmos foi baleado no braço esquerdo pelas milícias líbias. Ele sabia que não era no braço que lhe queriam ter acertado. Ele sabia que se bala o tivesse atingido uns centímetros mais à direita n...


O paradoxo da abundância

O paradoxo da abundância

Venezuela, outrora a menina bonita da América do Sul, rica em reservas de petróleo e outros recursos naturais, tornou-se o quarto país com maior número de pessoas deslocadas no mundo. Mas quais as origens desta crise e como é que o declínio se tornou imutável no tempo? Foi das economias mais prósperas da América do Sul, com uma democracia relativamente estável. Ficou no entanto na dependência exclusiva das robustas receitas derivad...