Emergência Ucrânia

Hungria e Moldávia

Como posso ajudar nesta missão?

Donativo
Partilhar:
A sua pequena ajuda será uma grande ajuda para todos. Está ao seu alcance fazer a diferença!

age


Início: Março 2022
Parceiros: Amazing Arts
Auchan Portugal
Barata Duarte – Projectistas Associados
Ciniskimer
Clube VII
Coleções Philae
Creative Minds
Delta Cafés
Faded
Fundação Ageas
Galp
Grupo Barbot
Hero
Horto do Campo Grande
Hovione
Inetum
Inoweiser
Instituto Português do Sangue e da Transplantação, IP
Maxdata
MEO
Millennium BCP
Norauto
Outsystems
Procasa
SAGE
Sanofi
Secretaria Geral da Presidência de Conselho de Ministros
Serviroad
SIBS Ser Solidário
Talentos Exequíveis
Tecnifoco
UPTEC
Vip District
We Help Ukraine
Wyze Mobility
Beneficiários: Refugiados ucranianos na fronteira com a Hungria e a Moldávia.

ODS:

Uma equipa da AMI está na Hungria, um dos destinos da população ucraniana que atravessa a fronteira para fugir do conflito que assola o seu país. 

Consulte as atualizações mais recentes no nosso blog

A intervenção da AMI no terreno passa por uma ação consertada com um parceiro local que já está no terreno a fazer o levantamento de necessidades de forma a poder avançar-se para uma ação de apoio aos refugiados ucranianos que, segundo os últimos dados já alcançaram um total de 65.000 pessoas, maioritariamente mulheres, crianças e idosos. 

Uma segunda equipa da AMI intervém também na Moldávia, que alberga, neste momento, perto de 83.000 refugiados ucranianos, dos quais 89% são mulheres e crianças, segundo dados da ONU. Face às dificuldades enfrentadas neste país com apenas 3 milhões de habitantes, as autoridades moldavas manifestaram já a necessidade de apoio imediato para dar resposta ao fluxo de refugiados no país. Após reunião do Presidente da AMI com o Embaixador da Moldávia em Portugal, foi decidido enviar uma primeira equipa para o terreno, que fará o levantamento de necessidades e irá operacionalizar a intervenção junto dos refugiados da Ucrânia.

Também em Portugal, os equipamentos e respostas sociais da AMI estão preparados para prestar o apoio necessário à população ucraniana que chegar ao país, à semelhança do que aconteceu aquando da onda migratória daquela região na década de 2000. Relembre-se que na altura, chegavam já a Lisboa com a morada do Centro Porta Amiga da AMI para onde se dirigiam diretamente. 

Conheça outras missões e saiba como participar e ajudar em cada missão!

A sua pequena ajuda será uma grande ajuda para todos. Está ao seu alcance fazer a diferença!