“Os AMIgos são para as ocasiões”

Portugal

Como posso ajudar nesta missão?

Partilhar:
A sua pequena ajuda será uma grande ajuda para todos. Está ao seu alcance fazer a diferença!

age


Início: Março 2020
Custo: €85 por cabaz a cada 15 dias
Parceiros:
Associação Semear
Auchan
Casa da Moeda
Ciniskimer Unipessoal
Clube Náutico de Almada
Creative Minds
EDP
Fundação Ageas
Galp
Giving Tuesday
Grace
Grupo Luís Vicente
Herbalife
Hovione
HPE
Lidl
Machado Joalheiros
Matutano
MaxData
MEO
Mercer
MiniciClip
Mundicenter
Norauto Portugal
Novo Banco
Office Total
Omnova
Paypal
Pernord Ricard Portugal
Petrotec
Phone House
RTP
Sair da Casca
SAP
Seguro Directo
Semear
SosCovid
Sovena Portugal
StockCrowd
Towers Watson Portugal Unipessoal Lda
TrustinNews

Beneficiários: Até 1.000 cabazes entregues a idosos, famílias monoparentais e portadores de doença crónica, beneficiários dos Centros Porta Amiga.

Contribuir para a contenção da propagação do Coronavírus (Covid-19) sobre populações de risco acrescido, apoiadas pelos equipamentos sociais da AMI.

Projeto de reforço do apoio aos idosos e outros grupos de risco acrescido, como doentes oncológicos, pessoas que vivem com VIH, diabéticos, famílias monoparentais e outros casos em situação de isolamento social, beneficiários dos Centros Porta Amiga e outros idosos identificados por outros serviços sociais em contacto com as equipas AMI.

Fase I: Contribuir para a contenção da propagação do novo coronavírusFase II: Apoio às famílias afetadas economicamente

A fase I deste projeto terminou a 31 de maio de 2020. Em breve, será publicado o balanço da iniciativa.

Quais são os objetivos desta missão?

Objetivo Geral:

  • Contribuir para a contenção da propagação do Coronavírus (Covid-19) sobre populações de risco acrescido apoiadas pelos equipamentos sociais da AMI.

Objetivos Específicos:

  • Fomentar o distanciamento social e prevenir o contágio de idosos e outras pessoas de risco acrescido a Covid-19, mantendo-as no domicílio.
  • Reduzir incidência de casos graves.
  • Reduzir afluência aos hospitais, para cuidados de última linha.
  • Proteger a camada mais idosa e/ou mais frágil da população do isolamento social a que está mais exposta.
  • Estimular as dinâmicas solidárias da comunidade.
  • Estimular as dinâmicas solidárias entre o sector empresarial e as instituições da Economia Social.
Existem limitações à participação na ação de voluntariado?
Sim. Face aos riscos que a Covid-19 implica para a população mais vulnerável, só poderão participar as pessoas entre os 18 e os 50 anos e que não tenham qualquer doença que os coloque no grupo de risco.
A ação decorre em todo o país?
Esta ação destina-se aos beneficiários mais vulneráveis apoiados pelos equipamentos da AMI em todo o país (Almada, Angra do Heroísmo, Cascais, Coimbra, Funchal, Lisboa, Porto, Vila Nova de Gaia).
Em que consiste a ação de voluntariado?
A ação de voluntariado consiste em adquirir um cabaz de bens essenciais (alimentares e outros) de acordo com a listagem indicada pela AMI e entregar ao beneficiário também indicado pela AMI.

Receberá, por email, informações detalhadas e muito precisas sobre toda a dinâmica do projeto.

Após enviar o comprovativo da compra à AMI e sendo confirmada a receção do cabaz pelo beneficiário, a AMI reembolsará de imediato o voluntário.

Qual o destino do meu donativo?
O donativo destina-se a suportar o custo de cabazes alimentares para entregar ao público-alvo desta iniciativa.

Para uma maior segurança dos beneficiários, consideramos mais adequado que o pagamento seja feito pela AMI e não pelos próprios beneficiários.

De que forma posso fazer o meu donativo?
São várias as formas de donativos que disponibilizamos:

Donativo online em https://ami.org.pt/donativo

Donativo online via PayPal

MB WAY
962 777 431

Transferência Bancária
IBAN (Novo Banco): PT50 0007 0015 0027 7810 00979

Programa MEOS
Pontos a doar: 300 = Donativo €7
Mais informação »

Como é que as empresas podem apoiar esta campanha?
As empresas podem apoiar esta campanha com um donativo e/ou com a dinamização de voluntariado corporativo.

Para mais informações visite https://ami.org.pt/como-ajudar/empresas/

Quais as outras formas de ajudar?
Pode apoiar a campanha através das várias iniciativas de parceiros que pode encontrar online:

Semear – Cabaz BIO Solidário

NOVO BANCO Solidário

https://loja.meo.pt/Equipamentos/intervencao-social/MEO/Donativo-7-euros-AMI-Campanha-Emergencia-Covid-19?cor=Na&modo-compra=Points

Programa MEOS

Ajude a lutar contra a Covid-19

Ajude a lutar contra a Covid-19

PhoneHouse – Donativos AMI

https://www.contraocoronavirus.org/ami

contraocoronavirus.org/ami

Campanha Amigos para as Ocasiões

 

Também pode descarregar as imagens oficiais da campanha e fazer as suas próprias publicações online, ou nas redes sociais.

Descarregar imagens (ZIP) – 311Kb

Depois da fase de mitigação de contágio, em que a AMI criou as condições necessárias para que as famílias identificadas por pertencerem a grupos de alto risco pudessem permanecer em casa, diminuindo, assim, o risco de contágio; e estando o período de desconfinamento a decorrer a nível nacional, considerou-se pertinente a evolução para a Fase II do projeto, que iniciou a 1 de junho.

Lógica de intervenção:

  1. Um alargamento do fornecimento de cabazes a famílias que, não sendo de alto risco à COVID-19, estão a atravessar um período de carência económica acrescida, decorrente da pandemia e das circunstâncias laborais e sociais que a mesma gerou;
    A estes pedidos de apoio (que são criteriosamente analisados pelos técnicos sociais da AMI), de pessoas até aqui não apoiadas pela AMI, acrescem as solicitações de beneficiários da AMI que viram a sua situação económico-financeira deteriorar-se em consequência do confinamento obrigatório e da perda de empregos precários e informais.
    De referir que a Fase I, apesar de não ter como objetivo o apoio alimentar mas sim a mitigação do contágio, constituiu já um considerável apoio financeiro aos beneficiários, uma vez que os cabazes entregues não tiveram qualquer custo para quem os recebeu e que eram compostos por uma quantidade de bens suficiente para fazer face às necessidades alimentares e de higiene (pessoal e casa) durante 15 dias.
  2. Os cabazes serão recolhidos pelos beneficiários nos Centros Porta Amiga (cumprindo todas as regras de segurança aconselhadas pelas autoridades) à exceção de casos concretos de impossibilidade de deslocação ou de necessidade para a constituição de cabazes, casos esses que continuarão a contar com o apoio de voluntários que já integram a rede do projeto ou novos, que venham a inscrever-se.
    Esta alteração deve-se a uma considerável redução do número de voluntários envolvidos, uma vez que o desconfinamento e o consequente regresso ao trabalho retira a disponibilidade existente à maior parte dos voluntários ativos.

Objetivo Geral

Contribuir para minorar os efeitos económico-financeiros da declaração do estado de emergência e do confinamento obrigatório, nas famílias e beneficiários singulares carenciados que são ou passaram a ser acompanhados pela Fundação AMI.

Objetivos Específicos

  1. Apoiar ao nível da alimentação e higiene os beneficiários identificados através de cabazes de reforço fornecidos nos Centros Porta Amiga.
  2. Apoiar ao nível psicossocial os beneficiários identificados, através do atendimento técnico nos Centros.

População Alvo

Beneficiários da AMI, a nível nacional, que se apresentem em situação de carência económica acrescida, devido à declaração do estado de emergência.

Beneficiários novos, que se tenham dirigido à AMI, pedindo apoio no contexto da atual situação.

Conheça outras missões e saiba como participar e ajudar em cada missão!

A sua pequena ajuda será uma grande ajuda para todos. Está ao seu alcance fazer a diferença!