Aventura Solidária

A Aventura Solidária um projeto da AMI que permite a colaboração direta dos participantes na vida de comunidades, proporcionando-lhes um futuro melhor. É uma oportunidade para apoiar financeiramente uma causa ou um projeto e assim contribuir de forma significativa para a melhoria das condições de vida de uma comunidade com grandes carências. É a possibilidade de conhecer a realidade quotidiana de uma zona remota e isolada: a forma como as pessoas vivem, a sua cultura, os seus problemas e trabalhar em soluções.

Os principais objetivos da Aventura Solidária são:

  • Financiar projetos de desenvolvimento;
  • Promover a fixação das populações, melhorando o acesso à saúde, educação/conhecimento, empreendedorismo e prevenindo assim migrações;
  • Viajar e estabelecer pontes entre culturas, possibilitando a troca de ideias e conhecimento mútuo, alicerces fundamentais para a paz no Mundo.

As áreas dos projetos desenvolvidos contribuem para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e abrangem essencialmente: Saúde, Educação, Ambiente e Cidadania.

Datas das próximas Aventuras Solidárias:

Guiné-Bissau (Ilha de Bolama – Arquipélago dos Bijagós): 29 de novembro a 09 de dezembro 2018

Aventura Solidária 2019 (flyer PDF)

 

Para mais informações contacte-nos para o e-mail [email protected]

Se preferir preencha o nosso formulário de contacto, selecionando a opção “Aventura Solidária”.

 

A quem se destina?

Podem participar Particulares, grupos pré-constituídos e empresas.

A Aventura Solidária destina-se a adultos, ou menores a partir dos 16 anos devidamente acompanhados pelos encarregados de educação, desde que reúnam condições de saúde para partir em viagem. Não há idade máxima.

Condições de participação e seleção:

Reunir condições físicas e psicológicas para partir numa viagem de longo curso, não sendo possível receber pessoas portadoras de doenças crónicas (cardíacas, respiratórias e metabólicas), músculo-esqueléticas e reumáticas ou doenças do foro psicológico e psiquiátrico. Predisposição para aceitar novos desafios e capacidade de adaptação a realidades difíceis e muitas vezes inesperadas.

A seleção não depende das competências individuais, já que as tarefas desempenhadas serão as mesmas para os vários participantes. O primeiro critério de seleção baseia-se na ordem de chegada das inscrições.

Quem beneficia da Aventura Solidária?

Cada Aventura Solidária é planeada em parceria com a Organização Não-Governamental local, com o objetivo de concretizar projetos que tenham um impacto positivo e dêem um contributo válido e sustentável ao desenvolvimento da população local.

1º A população local:

  1. a) Criação de empregos contribuindo para a fixação das populações.
  2. b) Melhoria das condições de vida mediante a realização do projeto que servirá a comunidade local diretamente.

2º O Aventureiro

É uma experiência que fomenta o trabalho em equipa, o envolvimento com a comunidade local e o conhecimento de um país e da sua cultura.

3º A AMI 

Constitui mais uma forma de angariação de fundos para concretizar projetos.

Qual o investimento necessário?

Tratando-se de um projeto desenvolvido em conjunto com Organizações Não Governamentais parceiras que realizam o seu trabalho junto de comunidades desfavorecidas, torna-se necessário um apoio para a sua concretização.

Desta forma, o Aventureiro co-financia um projeto específico, tendo depois a oportunidade de o conhecer pessoalmente. O valor referente ao financiamento (ao qual corresponderá a emissão de recibo de donativo dedutível nos impostos, majorado em 40%) destina-se à realização do projeto local, no qual os Aventureiros vão participar.

Como é feita a inscrição?

Para cada Aventura Solidária existe um número limitado entre 12 a 14  vagas. Após manifestar o interesse em participar, será efetuada a pré-inscrição de acordo com o destino pretendido. Para garantir efetivamente a inscrição, deverá efetuar o pagamento do valor correspondente ao financiamento, dependendo do destino.

 

No início de 2018 o projeto Aventura Solidária conquistou o Prémio Cinco Estrelas para o melhor projecto de Responsabilidade Social. Os resultados obtidos nos testes e estudo de mercado permitem afirmar que a Aventura Solidária é um projeto considerado pelos consumidores como muito bom.

Ser um membro da Aventura Solidária é participar num trabalho que visa melhorar a saúde e  as condições de vida das comunidades locais, fomentando a ideia de que cada sociedade se pode empenhar no seu próprio desenvolvimento. Ao executar a tarefa para a qual foi designado, cada aventureiro contribui para promover a sustentabilidade dos projetos desenvolvidos pela sociedade civil local, ajudando, ao mesmo tempo, a criar empregos e fixando populações, evitando assim a migração para os centros urbanos cada vez mais pobres e sobrelotados.

Quando as férias terminam, em vez de mapas, guias turísticos e bilhetes de entrada em monumentos há, para recordar, a memória de ter partilhado a vida de outras gentes, a certeza de que se contribuiu para uma causa maior em prol de quem realmente vai tirar partido dela e a sensação de que se fez algo de único.