Peditório da AMI volta a ser online

De 3 a 9 de maio, o Peditório da AMI volta a decorrer exclusivamente em formato online, pelo segundo ano consecutivo, face às exigências da conjuntura atual.

O montante angariado destina-se a financiar o necessário reforço dos projetos da AMI de luta contra a pobreza e exclusão social em Portugal, para dar resposta aos efeitos colaterais da pandemia e ao consequente agravamento da pressão social que se faz sentir no aumento de pedidos de ajuda.

Houve inclusivamente necessidade de iniciar projetos de 1ª linha (tais como a gestão de um novo abrigo de emergência e apoio na distribuição alimentar de urgência), contrariando o principal objetivo da AMI de promover e facilitar a inclusão e integração social de grupos com dificuldades de inserção.

Os equipamentos sociais da AMI em Portugal apoiaram no primeiro trimestre de 2021 uma média de 3.554 pessoas por mês, das quais 130 novos casos de pobreza, um aumento de 12% e 10%, respetivamente, em relação ao período homólogo do ano anterior.

No primeiro trimestre de 2021, a AMI apoiou pela primeira vez 389 pessoas, representando um acréscimo de 11% em relação ao mesmo período de 2020.

O aumento do número de pessoas que recorreram à AMI pela primeira vez verificou-se sobretudo no Centro Porta Amiga do Porto (53%) e no Centro Porta Amiga de Vila Nova de Gaia (21%), devido ao aumento da procura de apoio alimentar (mais 641 pessoas (+65%) que no mesmo período do ano passado).

De referir ainda que, desde a declaração do primeiro estado de emergência, os Abrigos Noturnos da AMI de Lisboa e Porto passaram a estar abertos 24 horas por dia, uma vez que os residentes viram as suas saídas limitadas face às medidas de confinamento. Por outro lado, em janeiro de 2021, a AMI passou a gerir um Centro de Alojamento de Emergência Municipal para mulheres em situação sem-abrigo criado pela Câmara Municipal de Lisboa no âmbito do combate à Covid-19.

O Peditório que a AMI realiza anualmente é uma das muitas formas de angariação de fundos que, graças à generosidade de todos os doadores e voluntários, permite que os projetos da instituição continuem há já 36 anos, dos quais 26 em Portugal.

Pelo segundo ano consecutivo, os voluntários não estarão na rua, pelo que o apoio de todos para partilhar, doar e incentivar a participação na iniciativa nas redes sociais, é fundamental.

A Missão da AMI nunca parou e tem que continuar!

 

São várias as formas de contribuir

Serviço Ser Solidário da SIBS:

  • MB WAY:
    – Escolher no ecrã inicial a opção Ser Solidário e selecionar a AMI
    – Em alternativa pode fazer uma transferência para o nrº 962 777 431
  • Multibanco:
    – Selecionar Transferências e Débitos Diretos > Ser Solidário > AMI (indicando o valor do donativo)
    – Em alternativa pode fazer um Pagamento de Serviços para a entidade 20909 / referência 909 909 909 (escolhendo a importância com que quer contribuir)
  • Transferência Bancária:
    – IBAN (Novo Banco) PT50 0007 0015 0046 1760 0008 1

Donativo online em https://ami.org.pt/donativo