“Linka-te aos Outros” já tem vencedores

Linka-te aos outros 2018

Já são conhecidos os vencedores da 10ª edição do Linka-te aos Outros, uma linha de financiamento para projetos desenvolvidos por jovens a frequentar a escola entre o 7º e o 12º ano.

Os projetos vencedores evidenciam-se pela promoção de atividades de voluntariado nas áreas de sustentabilidade ambiental e integração social de jovens e idosos.

Após a avaliação de todas as candidaturas, tendo em conta critérios de implementação, progresso e impacto, a 10ª edição do Linka-te aos Outros aprovou 5 projetos de diferentes pontos do país, financiando um total de 9.800 euros.

O júri designou os seguintes projetos vencedores:

“Ligações improváveis” – Música, Valores e Horta – Esta proposta propõe uma intervenção a partir de dois eixos centrais: desempenho ambiental nos espaços do Agrupamento e envolvimento jovem/comunitário, através da construção de uma horta escolar e a organização de um Eco Festival envolvendo a comunidade educativa. A iniciativa desta candidatura foi desenvolvida pelo Agrupamento de Escolas de Santo António, no Barreiro.

“Rumo à nossa melhor versão” – Da autoria dos alunos do 11º ano da Escola Secundária D. Maria II, em Braga, este projeto tem como plano de intervenção a familiarização dos jovens para a elaboração, gestão e implementação de projetos comunitários, assumindo um compromisso no exercício da cidadania ativa, através da recolha de bens e respetiva reutilização para a concretização das 4 propostas inerentes ao projeto: “Leva e Traz”, “Agasalha um Sem-Abrigo”, “Combate à solidão da população sénior” e “Ruma à tua melhor versão”.

“Educação para a Cidadania Global: do conceito à prática, para uma ação efetiva” – Foi desenhado com a ambição de promover a Educação para a Cidadania Global e Desenvolvimento nas Escolas da Região Autónoma da Madeira (RAM), de forma a capacitar também os educadores da RAM (através de espaços de reflexão, de debate, de partilha, de experimentação e de participação conjunta e formação), ao mesmo tempo que procurará reforçar as parcerias que o Clube Viver a Vida (CVV) mantém com várias Organizações Não Governamentais, e criar novas, em prol do exercício do voluntariado em contexto escolar. Esta proposta de concretização vem da Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia, HBG (CVV), no Funchal, no arquipélago da Madeira.

“Partilha de saberes intergerações: conta-me como foi e eu digo-te como é!” – Através de uma Oficina de Troca de Saberes, a EB 2,3 Júlio Brandão, em Vila Nova de Famalicão, irá desenvolver atividades desenhadas para os mais velhos que promovam a partilha de histórias, experiências, saberes entre idosos e jovens com recurso ao uso da ciência e tecnologia como suporte documental.

“Redes para a Inclusão” – Disponibilizar acesso à informação que permita o conhecimento ativo de direitos básicos, no âmbito das questões sobre nacionalidade, saúde, educação, habitação, apoio social e apoio jurídico é a proposta do Agrupamento de Escolas do Vale da Amoreira, na Moita, para este projeto concebido em duas etapas (Ações de formação e implementação de ações com o envolvimentos dos alunos).

Os projetos apresentados deverão ser implementados e concluídos entre 17 de fevereiro e 29 de maio de 2020.