Estágios AMI/NBUP, um testemunho de Milagres

“Lá no interior do Nordeste, fica Milagres. À entrada, um grande portão conduz à maternidade. Esta e a Associação Comunitária (ACOM) foram erigidas e renovadas ao longo de vários anos por quem lá vive e sonha com uma melhor saúde e educação, acessíveis a todos os milagrenses.

Foi aqui que passei os meus dias. As minhas tarefas consistiam fundamentalmente no apoio ao cirurgião obstetra. Através desta convivência, tive a oportunidade de realizar procedimentos e estar em contacto com realidades que nunca teria tido em Portugal. Também passava tempo na ACOM, tentando complementar a educação para a saúde da população com conhecimentos trazidos da minha formação.

Tanto a cidade como o hospital me receberam de braços abertos. Para além da aprendizagem constante, presentearam-me com uma generosidade e dedicação extraordinárias. É bom sentirmo-nos úteis.

Ao fim de dois meses, fica sempre a amargura de partir e de saber que se recebeu muito mais do que se deu…

Guardo com saudades esse canto do mundo. Nunca pensei seguir obstetrícia como especialidade: depois desta experiência, é uma das minhas especialidades preferidas. Conhecer este Brasil esquecido por todos é uma experiência imperdível.

Resta-me dizer obrigada: pela receção que me deram e por todo o trabalho que é feito com a população milagrense. Eles merecem!”

 

Testemunho da médica Francisca Matos, que esteve dois meses em estágio na ACOM – Milagres, no Brasil, ao abrigo dos Estágios de Cooperação Internacional AMI/NBUP.

As candidaturas aos Estágios de Cooperação Internacional AMI/NBUP 2018 decorrem até 7 de junho. Ver aqui mais informações.