Bengal Lisboa Project: pela saúde da comunidade

Bengalisboa project img

O Bengalisboa Community Health Project foi um projeto de saúde criado em 2016 a nível comunitário dirigido à população imigrante originária do Bangladesh residente em Lisboa.

Este projeto surge da colaboração entre a Junta de Freguesia de Arroios e o Agrupamento de Centros de Saúde de Lisboa Central em conjunto com dois médicos de família, Dr. Cristiano Figueiredo e Dr. José Lima, que identificaram a comunidade imigrante bangladeshiana como mais vulnerável a nível social, de entre as comunidades de origem asiática como a indiana, chinesa ou nepalesa. O Centro Islâmico do Bangladesh (Mesquita Baitul Mukarram) apoiou a iniciativa no sentido de ajudar a estabelecer a ligação à comunidade do Bangladesh, nomeadamente por intervenção do presidente da comunidade, Rana Taslim Uddin, que vive em Portugal há cerca de 25 anos, e apoiou não só a conceção do projeto como incentivou o envolvimento da comunidade.

As desigualdades no acesso à saúde por parte das populações imigrantes é uma problemática que tem sido identificada em diversas instituições de saúde públicas em Portugal e tem sido transversal a diversas comunidades, promovendo situações de exclusão social, descrença no sistema de saúde e relutância em receber os tratamentos médicos.

O grande foco deste projeto é exatamente o de estabelecer uma ponte entre a comunidade do Bangladesh e os profissionais do Serviço Nacional de Saúde, de modo a atenuar barreiras culturais e linguísticas existentes no acesso aos cuidados, promovendo um ambiente transcultural onde a confiança entre paciente e profissional de saúde é conquistada através do respeito e entendimento mútuo.

Este projeto teve como modelo o Lambeth Portuguese Community Wellbeing Partnership, que o Dr. Cristiano Figueiredo, em conjunto com o Dr Vikesh Sharma fundaram na cidade de Londres em 2015, como resposta às necessidades específicas no campo da saúde da comunidade portuguesa residente em Lambeth. Este projeto surgiu no seguimento do intercâmbio do Dr. Cristiano Figueiredo que em 2016 foi reconhecido pela Wonca Europa (Organização Mundial de Médicos de Família), tendo-lhe sido atribuído o prémio Hippokrates Exchange Prize para melhor intercâmbio europeu para jovens médicos de família.